Latest Entries »

Estação da Luz

É realmente apelão estar num lugar desses, com uma luz dessas. Não há foto que saia ruim. O que me faz pensar se é justo que essas fotos existam. O que eu quero mostrar, além de uma luz que é naturalmente maravilhosa? Embora haja pessoas e linhas, há algum interesse nas fotos além da luz da Luz?

It is really unfair to take photographs at this location with this light. It is impossible to take a bad picture. What do I wanna show, more than a naturally wonderful lighting? Even though there are people and lines and shapes, is there anything appealing, other than light?

 

 

 

Anúncios

Júlio Prestes

Cenas urbanas de São Paulo.

Urban scenes in São Paulo.

… ótimo, não perdeu nada.

Praia Noturna

O desafio da vez foi fotografar uma praia à noite. A praia do Pina, em Recife, tem certa vida à noite, com gente praticando esportes, fazendo exercícios, andando, tomando coco, conversando. Mas não é iluminada, povoada e ampla como Copacabana,  o que faz com que, especialmente à noite, haja um certo clima sombrio ali, que é realçado pela cor absolutamente preta no céu. Nas cenas em que não há ninguém, além de sombrio o clima também fica de uma solidão profunda. São fotos realmente tristes, no meu sentimento.

The challenge, this time, was to shoot a beach at night. Pina Beach, in Recife, does offer its nightlife, with people practicing sports and exercises, walking, drinking coconut water, chatting. However, it is not as enlightened, crowded and wide like Copacabana, creating a gloomy atmosphere in there, reinforced by the deep black color of the sky. In the scenes where there are no people, the atmosphere gains the feeling of deep loneliness. I feel they are very sad pictures!

 

O problema técnico foi a falta de luz. Embora eu estivesse com uma lente em f1.8 – que permite que relativamente bastante luz entre nela -, precisei deixar o ISO em 3200. Isso fez com que as fotos ganhassem um aspecto excessivamente granulado, mais do que eu esperava, mas até que ajudam a reforçar o clima das fotografias.

The technical problem was the lack of light. Despite the fact that I was using the lens at f1.8 – allowing a good amount of light to get through-, I needed to set ISO to 3200. This excessively increased noise and because of that all pictures seem a little blurry. However, maybe this can convey the message I was expecting – darkness, loneliness, sadness…

 

Paulistano

O Paulistano é meio sujo. Sempre carregando suas coisas pra lá e pra cá. Vive na rua, seja dentro de um carro ou andando nela. Não respeita a faixa de pedestre nem como motorista, nem como… pedestre. Faz bico pra sobreviver, trabalha de sábado, até mesmo de domingo. A vida é difícil, costuma xingar a cidade. Mesmo assim sempre tem um amigo e um sorriso meio sem jeito porque ele sabe, no fundo, que ama esta cidade.

The Paulistano is dirty. Always carrying loads of stuff all the way around. Lives at the streets, either in a car or on foot. Doesn’t respect the pedestrian crossing, neither as a driver nor as a… pedestrian. Does minor jobs for a living, works on saturdays and sundays. Life is hard, he usually blames the city. Nevertheless, he always has a friend and am awkward smile on his face because – he doesn’t want to admit it – he loves this city.

Sorrisos

Revirando fotos do começo deste ano. Eu admito que não tenho muito jeito para chegar nas pessoas e tirar fotos delas. Por isso, talvez, eu não me sinta muito a vontade tirando fotografias em eventos, em que preciso abordar desconhecidos e pedir fotos deles. Mas o engraçado é que há lugares e momentos que você nem precisa pedir, e as pessoas já se sentem muitíssimo alegres de estarem sendo fotografadas e já se prontificam a posar. Ainda mais se forem crianças. E digo mais, não importam as condições sociais.

Picking up some photographs from earlier this year. I admit I am not good at taking people’s photographs. Maybe that’s why I’m not comfortable at shooting events, where I got to approach unknown people and ask for their pictures. It’s funny, however, that there are moments in which you don’t even need to ask, people feel so happy that their picture is being taken that they immediately pose to you. Especially children. Regardless of their social status.

Sorrisos / Smiles

Sorocaba

Fotografias no crepúsculo, em Sorocaba. Gosto da relação de cores entre o céu, azulado, e as cores amareladas da iluminação da rua.

Photographs at twilight, in Sorocaba. I like the color contrast between the blue sky and yellow street lights.

RED

 

Mais uma visita ao Auditório Ibirapuera. Dessa vez, com uma lente nova, 35mm f1.8. Porém, com o mesmo fascínio pelas cores fortes e vivas deste hall de entrada e, quando há algum evento ali, as cores do salão se misturam com silhuetas e reflexos de pessoas andando para lá e para cá e conversando enquanto aguardam o início do espetáculo, criando figuras e combinações bem interessantes.

Once again I visited Auditorio Ibirapuera (Ibirapuera Auditorium). This time I was using a new lens – 35mm f1.8. However, I still had the same fascination for the strong and vivid colors that fill the entrance hall and, with any event in the Auditorium itself, the colors mix with people’s shadows, silhouettes and reflexes, creating interesting figures and combinations.

 

Praia

Fotografar uma praia em preto e branco foi uma experiência interessante. A água parece até mudar sua textura. O sol da manhã, intenso e inclinado, criava reflexos muito brilhantes, junto com sombras extensas das pessoas na areia.

Shooting a beach in black and white was an interesting experience. It seems to change the texture of the water’s surface. Also, the morning sun, very intense and oblique, creates very bright reflections and interesting figures along with people’s shadows on the sand.

 

 

 

 

 

 

Nite in Hellcife

Cena noturna em Recife.

Night scene in Recife.

%d blogueiros gostam disto: